/5 dias em Paris, na França

5 dias em Paris, na França

Decidi fazer todo o mochilão de trem. Sai de Milão, estação Porta Garibaldi, com destino a estação de Paris – Lyon, foram aproximadamente 07h20min de viagem com o trem de alta velocidade da TVG, porém com algumas paradas para entrada e saída de passageiros.

Assim que cheguei, deixei a mala no hostel, St. Christopher Inn Canal (um pouco longe do centro da cidade, mas próximo de duas estações de metro, um dos melhores que já me hospedei),  e segui em direção a Torre Eiffel, o principal monumento da cidade, projetado apenas para uma exposição temporária.  Uma dica que me deram e é super valida, ” Suba na torre no fim da tarde pois o por do sol é sempre TOP!” Olhei no relógio e vi que eram 18 hs e falei: é hoje! A vista a 281 metros de altura é incrível e o por do sol sensacional !

Outra dica é que diariamente (no verão às 21hs), eles acendem as luzes da torre. Vale a pena ficar nas escadas da Praça do Trocadéro e assistir por uns minutos ! ( Bem romântico … haha).

Torre Eiffel
C'est Paris!
Por do sol – Vista da Torre Eiffel

Foi neste dia que percebi que em Paris escurece bem tarde. Perdia a noção do tempo todos os dias que estava lá. Saia cedo do hostel e quando via já era bem tarde … hora de voltar e dar notícias para a família rsrs.

No primeiro dia encontrei minha tia e fui para o Musée du Louvre. O Louvre é gigante e você passaria dias lá dentro se quiser ver todo o acervo com calma. Vá cedo, um pouco antes do museu abrir que a fila é bem pequena e veja as obras que mais tem interesse. Há placas indicando onde fica a Monalisa por todo o museu, mas de uma olhada o quão interessante também é a obra que fica do seu lado oposto.

Após o Museu do Louvre seguimos a pé , pelas margens do rio Sena até mais um museu bem importante, o Musée D`Orsay, com diversas obras de Van Gogh, Milliet, Renoir, Degas etc.

Como minha tia só estava em Paris por um dia, saímos deste museu e fomos até a torre Eiffel, para ela tirar algumas fotos e após isso seguimos pelas margens do Rio Sena, em direção a Catedral de Notre Dame de Paris, uma catedral no estilo gótico, passando pela Ponte Alexandre III, atravessando esta ponte você vê o Grand Palais, conhecido pelo seu teto de vidro, e o Petit Palais, um museu de Belas Artes. Seguindo pelo Sena chegamos à Pont des Arts, quando ainda era possível observar os milhares de cadeados presos em suas estruturas.

Deixei uns 10 cadeados, algum tinha que dar certo né? haha. Brincadeira.

No entorno do Sena acontece uma verdadeira lição de arquitetura e urbanismo, com o uso de espaços públicos, onde em todo o percurso do rio há áreas de exposições, para descanso, com food trucks, para ouvir musica, para jogar, ler, dançar etc.

No dia seguinte, já sozinho novamente. Visitei o Centre George Pompidou, um museu de arte moderna e contemporânea, projetado por Renzo Piano e Richard Rogers. À tarde ao Panteon, onde estão sepultados Voltaire, Russeau, Alexandre Dumas, Jean Monnet entre diversas outras figuras francesas importantes . E um pouco mais a frente está o Jardins du Luxembourg, com seu palácio. Bem legal para dar uma descansada.

Jardin du Louxembourg
Jardin du Louxembourg

Deixei o terceiro dia separado para uma visita à Versailles. Escreverei melhor sobre essa visita em um próximo post.

No quarto dia fui andar pela Champs-Elysées, desde o Arco do Triunfo até o Museu do Louvre. Esta avenida, conhecida por ser o principal eixo da cidade, também é onde as principais lojas querem ter uma vitrine, como a loja oficial do Paris St. Germain, a loja conceito da Mercedes, Citroen, Louis Vuitton, Abercrombie, Disney entre outras.

Andando pela Champs-Elysées, você passará pela Place de la Concorde, famoso pelo seu Obelisco, local onde morreu Maria Antonieta. Um pouco mais a frente fica a entrada do Jardin des Tuileries, à direita fica o Musée de L`Orangerie e à esquerda a Galerie Nationale du Jeu de Paume.  Seguindo pelos jardins você verá o Arco do Triunfo do Carrossel, e atravessando a avenida a Pirâmide do Louvre. Neste dia vi um dos melhores pores-do-sol.

C'est Paris!
Por do sol – Pirâmide do Louvre.
Por do Sol - Pirâmides do Louvre
Por do Sol – Pirâmides do Louvre

No último dia em Paris, visitei a Basílica Sacre-Coeur, a vista que você tem da cidade à partir da entrada da Basílica é incrível. A única coisa tensinha são os vendedores que ficam tentando te vender ”fitinhas da sorte” nas escadas, principalmente se ver que você é turista. E quem não é?

Uma coisa que gostei muito de ver em Paris e sinto falta é como o espaço público é bem utilizado. Outro exemplo, além das margens do Sena, são os jardins e praças da cidade, sempre cheios.

Jardin des Tuleries
Jardin des Tuileries

Outros lugares que você pode visitar são a Catedral de Saint Chapelle, Galerias Lafayete, Rolland Garros e Moulin Rouge, estes últimos dois eu não fui.

Com relação à gastronomia, um dos pratos mais tradicionais é o crepe, tanto doce como salgado, Hot-dog francês e os macarrons. Há muitos restaurantes e bistrôs espalhados pela cidade e quanto mais perto de pontos turísticos mais caros.

É muito fácil se locomover a pé em Paris, mas se você for para lugares ou estiver hospedado mais longe, o metro, ou metropolitain como é chamado lá te leva para todos os lugares. A dica é sempre validar o bilhete, mesmo que a catraca esteja liberada…. Sempre há fiscais verificando se o bilhete foi ou não convalidado e em caso negativo … pagará uma multa salgadinha.

mapa metro-paris
Mapa metro Paris. Retirado de: <http://2.bp.blogspot.com/-S2L5m-ZFW6I/UA7JTNTYSxI/AAAAAAAAI1U/VjIqPGiHRC4/s1600/mapa+metro-paris.png>
Torre Eiffel à noite
Torre Eiffel à noite

Após Paris, parti para o meu último destino do mochilão antes de voltar para São Paulo. Londres- Inglaterra. E para lá viajaremos logo menos.

E você já esteve em Paris ? Curtiu ? Compartilhe sua experiência conosco.

Até mais

Diego Arena