/Visitando o Meridiano de Greenwich em Londres

Visitando o Meridiano de Greenwich em Londres

Já se imaginou com um pé de cada lado do mundo? Leste e Oeste, Oriente e Ocidente. Isto é possível fazendo um passeio bem interessante e fora do convencional visitando o bairro de Greenwich, nas proximidades de Londres. Onde você encontra a linha de longitude que corta o planeta a Zero graus, o “Prime Meridian”, mais conhecida como O Meridiano de Greenwich. Claro que não dá para perder este passeio né? Então vamos nessa!

Sem dúvidas, o que faz os turistas irem até Greenwich é passar pela linha de referência de fuso horário mundial. Confesso que fui somente para isso, mas, ao chegar lá pude conhecer diversos outros pontos importantes, a maioria ligada à história da Marinha Britânica.

O Meridiano de Greenwich

O Meridiano de Greenwich, também chamado de Prime Meridian, é uma linha imaginária que desde 1884 é considerado referência na medição de longitude e fuso horário. O Meridiano corta a Terra de norte a sul, dividindo o planeta em dois hemisférios: ocidental e oriental.

O Meridiano cruza sete países (Espanha, França, Reino Unido, Gana, Burkina Faso, Mali e Argélia) e dois continentes.

Meridiano de Greenwich Mapa
Mapa Meridiano de Greenwich

O nome do Meridiano acontece por conta do Observatório Real de Greenwich, em Londres, que foi fundado em 1675 e desde a sua concepção foi considerado referência internacional para observações astronômicas.

O Observatório de Greenwich

Lá no topo da colina, no Greenwich Park, está o Observatório Real de Greenwich. Há uma rampa bem ingrime, mas curta, que te leva do parque ao Observatório.

Logo que termina a rampa já nos deparamos com os muros do Observatório Real e o famoso Shepherd Gate Clock, o relógio de 24 horas criado por Charles Shepherd em 1852. Este relógio também é conhecido por fornecer a hora oficial do Greenwich Mean Time (GMT).

Que horas são? Confesso que achei bem confuso ver um relógio assim. 

Relógio de 24 horas
Shepherd Gate Clock

A entrada ao Observatório é paga e o bilhete te dá o direito a visitar o pátio, por onde passa o meridiano, e também o museu astronômico que fica no prédio conhecido como Flamsteed House, homenageando o primeiro astrônomo que ali trabalhou.

Flamsteed House.JPG
Flamsteed House

No museu há uma exposição de instrumentos astronômicos antigos, relógios, bússolas, roupas inspiradas em planetas, telescópios etc. Bem interessante.

O Meridiano de Greenwich Londres

Depois de visitar todo o museu segui para onde está localizado o Prime Meridian, ou o Primeiro Meridiano. Ao longo da linha há diversas marcações mostrando as longitudes de algumas cidades do mundo. Claro que a minha foto seria perto de alguma cidade do Brasil e do Paraguay né?.

Há uma pequena fila para tirar a famosa foto com um pé de cada lado do mundo, mas nada muito demorado.

Greenwich
Um pé de cada lado do Mundo – Meridiano de Greenwich.

Mais uma foto do Meridiano:

Meridiano de Greenwich.JPG
Meridiano de Greenwich

O que fazer em Greenwich além de visitar o Meridiano

Ir para Greenwich e visitar apenas o meridiano não tem graça. Há várias outras coisas bem legais para conferir por perto. 

Assim que sai da estação Cutty Sark do DLR, andei um pouco me deparei com o famoso Cutty Sark, um veleiro que fazia a rota do chá entre a China e o Reino Unido e hoje é um museu.

Ao lado do veleiro há um Centro de Informações Turísticas, o Visitor Center, onde peguei um mapa da região e conferi uma exposição sobre a história local.

O Visitor Center faz parte do complexo do Old Royal Naval College, que compreende também o National Maritime Museum (Museu Marítmo Nacional), o maior museu marítimo do mundo, a Universidade de Greenwitch, além da King William Court (Tribunal Rei William) com a Painted Hall e a Chapel (Capela) no edifício Queen Mary Court.

National Maritme Museum.JPG
National Maritme Museum

A Painted Hall fica no edifício King William Court e funcionava como sala de jantar dos veteranos de Guerra que moravam no local, quando ali funcionava um hospital. E a Chapel, no edifício Queen Mary Court.

Saindo da Universidade de Greenwich passei pelo Greenwich Park, considerado o parque cercado mais antigo de Londres e caminho obrigatório para todos que desejam conhecer o Observatório Real de Greenwich, que fica no topo da colina. 

Vista Greenwitch.JPG
Vista Greenwich

Por último, visitei o Greenwich Market que funciona desde 1737, com diversas lojinhas e restaurantes bem interessantes. Um bom local para almoçar ou tomar um lanche à tarde.

Como chegar em Greenwich

É possível ir de barco com o Thames Clippers ou de DLR (Docklands Light Railway), um sistema de metrô que atende a região leste de Londres. Foi com ele que cheguei em Greenwich, saindo do centro da cidade de metrô (Jubille Line), desci em Canary Wharf onde peguei o DLR até a estação Cutty Sark.

dlr.JPG
DLR em Canary Wharf

Mapa de Greenwich:

Planejando sua Viagem

Organize e planeje sua viagem através do nosso blog. Temos parcerias com algumas grandes empresas, que possuem ótimos preços e serviços de qualidade. Utilizando os serviços abaixo através do Uma Viagem Diferente, você ajuda a manter o blog no ar e ainda garante o melhor preço. Economizando na sua viagem!

HOSPEDAGEM → Garanta o melhor preço com o Booking.com
CHIP DE INTERNET → Já saia do Brasil com chip de internet com a Viaje Conectado
SEGURO VIAGEM → Viaje com segurança com a SegurosPromo
PASSAGEM AÉREA → Encontre passagens baratas com a PassagensPromo

Bom, essas são algumas dicas dessa grande área que é Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO. E você já esteve em Greenwitch? Curtiu ? Compartilhe sua experiência conosco!

Vai para Londres e quer mais dicas, não deixe de ver nosso posts:

Até o próximo post,

Diego Arena