Viajando de São Paulo à Asunción de ônibus ou carro

Como já disse aqui no blog, no post sobre Asunción, por ter família que mora na capital paraguaya sempre estou indo para lá, e por incrível que possa parecer nunca fui de avião, sempre de carro ou ônibus. Uma viagem de aproximadamente 1.400 km e 20 horas de duração. Contarei para vocês um pouco de como é este trajeto.

A última vez que fiz este trajeto foi em agosto de 2015, onde peguei um ônibus da empresa Sol del Paraguay, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo, com destino ao Terminal de Ómnibus de Asunción, uma viagem de 18 horas (praticamente direto e sem paradas).

sol del paraguay.JPG
Sol del Paraguay

O ônibus não tem paradas pois ele sai logo após o almoço de São Paulo, e em seu valor está incluso alimentação, um café com bolachas à tarde e jantar (quando fui serviram uma marmita de macarrão ao sugo com almôndegas). O ônibus é bem confortável e tem duas categorias: leito (um pouco mais caro por ser mais espaçoso), no “andar térreo”, e semi-leito, no “primeiro pavimento”. Em todo o trajeto eles colocam filmes, geralmente com legenda ou áudio em espanhol.

assis.jpg
Pôr do sol durante a viagem

Chegando na fronteira, em Foz do Iguaçu, já de madrugada,o ônibus faz uma rápida parada na Alfandega  Brasileira para que todos os que não são brasileiros façam os trâmites de saída do país e em seguida atravessando a Ponte da Amizade faz outra parada, desta vez na Aduana Paraguaya, para que os brasileiros dêem entrada no país. (Mais um carimbo para a coleção! Aeee! haha)

Carimbos Passaporte

Todas as outras vezes que passei por ali, foi no período da manhã ou à tarde, e desta vez de madrugada. Achei muito estranho e fiquei imaginando: Cadê a loucura? O movimento? A gritaria? Os cambistas querendo trocar dinheiro? Mas nada…. Silêncio… Apenas silêncio.

Após a Aduana, o ônibus segue até o Terminal Rodoviário de Ciudad del Este, local de desembarque para alguns passageiros. Enquanto ocorre o desembarque, a empresa aproveita para abastecer e fazer uma limpeza básica e em seguida continua até sua parada final, o Terminal de Ómnibus de Asunción.

Terminal de Omnibus de Asuncion
Terminal de Omnibus de Asunción – Foto de Mochileiros América do Sul

Na volta foi da mesma maneira, parando no terminal de Ciudad del Este e depois nas duas Aduanas, primeiro a paraguaya e depois a brasileira, após isso… somente no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

Geralmente

Um ano antes fui de carro. A viagem é um pouco mais demorada, de 20 à 22 horas,  pois você precisa fazer mais paradas, tanto para abastecer como para ir ao banheiro e comer.
E em grande parte da estrada você só verá plantações, muita soja e girassol e também se deparar com um pôr do sol incrível. Adoro as paisagens de estradas rsrs.

Da mesma maneira que ir de ônibus, você deve parar na Aduana para dar entrada no país. E deve se atentar a alguns itens importantes, como  as normas de trânsito locais, onde você sempre, SEMPRE, deve andar com os faróis acesos, mesmo durante o dia, e também deve ter dois triângulos, um para colocar na frente do carro e um atrás em caso de emergência, além de corda e todos os itens obrigatórios no Brasil. Na estrada há sempre policiais rodoviários prontos para te parar para verificar se você está com esses itens e também se você passou pela Aduana na fronteira.

Ah, você vai perceber que o trânsito no Paraguay, principalmente na região da fronteira é um pouco caótico e sem leis. Ver 3 ou 4 pessoas em cima de uma moto é bem normal. haha

Durante o percurso, você vai se deparar com várias mulheres no acostamento da estrada, com seus trajes bem característicos, vendendo chipa, um biscoito que lembra o pão de queijo, porém com um sabor típico, bem quentinha e direto das Chiperias locais. PARE e compre uma, ou duas,ou três..quatro! haha

Chiperia.jpg
Chiperia

Um pouco depois de Ciudad del Este, a estrada é praticamente uma reta infinita, sem curvas. Da Fronteira até a capital são aproximadamente 6 horas de viagem.

estrada infinita.jpg
Estrada com reta infinita
estrada.jpg
Estrada

Bom, é isso. Um pouco de como é o percurso de Sampa até Asunción.

E você já fez essa loucura de passar tanto tempo dentro de um carro ou ônibus? Compartilhe sua experiência conosco.

Planejando sua Viagem

Organize e planeje sua viagem através do nosso blog. Temos parcerias com algumas grandes empresas, que possuem ótimos preços e serviços de qualidade. Utilizando os serviços abaixo através do Uma Viagem Diferente, você ajuda a manter o blog no ar e ainda garante o melhor preço. Economizando na sua viagem!

HOSPEDAGEM → Garanta o melhor preço com o Booking.com
ALUGUEL DE CARRO → Alugue um carro com a Rentcars
SEGURO VIAGEM → Viaje com segurança com a SegurosPromo
PASSAGEM AÉREA → Encontre passagens baratas com a PassagensPromo

Até mais

Diego Arena

48 comentários em “Viajando de São Paulo à Asunción de ônibus ou carro

  • 15/06/2016 em 09:35
    Permalink

    Olá, estou querendo fazer uma viagem de carro até a Argentina passando por Asunción com a minha família, mas todos me dizem que é um trajeto super perigoso. Estou com um pouco de medo e gostaria de saber a sua opinião.
    Obrigada.

    Resposta
    • 15/06/2016 em 10:44
      Permalink

      Bom dia Luciana,
      Nunca fui até a Argentina de carro, só posso te falar com certeza do trajeto até Asunción. E até lá é bem tranquilo, as estradas estão em um estado bom. É um pouco perigoso por conta de grande parte do percurso ser uma reta e com apenas uma faixa. Mas fora isso é bem tranquilo, só dirigir com cuidado.
      Vou ver se acho algo sobre o percurso até a Argentina e te falo. Para onde você vai ;

      Até mais.
      Diego Arena

      Resposta
      • 15/06/2016 em 10:56
        Permalink

        Obrigada Diego! Na verdade já sei mais ou menos o trajeto por que vou à uma cidade específica na Argentina visitar uma pessoa. É uma cidade bem pequena e desconhecida que faz fronteira com a Bolívia. Pelo Google maps, a melhor opção que encontrei foi essa passando por Asunción ( https://goo.gl/maps/YJ1odW7QaYu). O meu destino é a cidade Professor Salvador Mazza em Salta na Argentina, mas por ter que atravessar o Paraguai fiquei com um pouco de medo das coisas que me disseram sobre emboscadas e assaltos. Vou só em dezembro, mas ja estou me programando para dar tudo certo. Sei que preciso ter a carta verde, 2 triângulos, um cabo de aço para reboque e um estojo completo de primeiros socorros. O que é considerado estojo completo? E o queria vc acha necessário eu levar para garantir que eu chegue com tranquilidade? Afinal vou com meus 3 filhotes e minha mãe de 70 anos e quero que tudo corra super bem! Mais uma vez de agradeço!

        Resposta
        • 16/06/2016 em 04:12
          Permalink

          Sim. Tem que ter todos esses itens, dois triângulos, corda. O estojo e primeiros socorros é o mesmo que a gente utiliza no Brasil.
          É o que disse, sempre foi muito tranquilo a estrada até asuncion, já fui pra lá de carro umas 8 vezes e nunca tive problemas.
          À polícia federal de lá sempre, SEMPRE, nos parou para ver se tínhamos todos esses itens e também se havíamos parado na fronteira dar entrada no país. De resto tudo tranquilo, mas se achar melhor, tente pegar a estrada durante o dia.
          Qualquer coisa só perguntar 😉

          Resposta
  • 14/11/2016 em 14:23
    Permalink

    Diego, estou pensando em fazer essa viagem de carro com a família agora em Dezembro.
    A minha habilitação brasileira é suficiente?

    Resposta
    • 14/11/2016 em 14:55
      Permalink

      E ai Rodrigo.
      É suficiente sim. Sempre fomos com ela e nao tivemos problemas.
      Você só não pode esquecer de passar pela Aduana, na fronteira, e falar que está de carro e até onde vai.
      Boa viagem 🙂
      Depois conta como foi

      Resposta
  • Pingback: O que e onde comer em Asunción, no Paraguay. – Uma Viagem Diferente

  • 04/05/2017 em 09:41
    Permalink

    Tem viagens que são cansativas mas que valem a pena né?
    Eu já fui do RJ para Santa Catarina de ônibus, sem ar condicionado, com minhas amigas, quando era adolescente! Imagina na bagunça!
    E mais recentemente fui de Porto Alegre para Punta del Este de Carro, e depois voltei de ônibus! Uma outra aventura pra contar pros netos! hehehe

    Resposta
    • 08/05/2017 em 00:16
      Permalink

      kkkk, uma bagunça boa né?
      POA até Punta deve ter sido bem bacana também eim! Tenho vontade de fazer esse roteiro! Quem sabe um dia 🙂

      Resposta
  • 04/05/2017 em 09:53
    Permalink

    Ainda não conheço Asuncion, quero viajar pra lá, mas de avião. Nunca fui muito atraído por viagens entre países de ônibus (só fizemos isto uma vez pela Europa) mas depois de ler seus relatos já estou pensando seriamente em encarar uma aventura destas, talvez entre Porto Alegre e Montevidéu… valeu pelo post!

    Resposta
    • 08/05/2017 em 00:15
      Permalink

      Eu também prefiro de avião. Mas como todas as vezes que vamos pro Paraguay vai a família toda, ir de carro ou ônibus sai bemmmm mais em conta.
      Gostei da ideia de Porto Alegre – Uruguay. Tá aí um roteiro que eu também faria 😀

      Resposta
  • 04/05/2017 em 10:51
    Permalink

    Nooossa, que viagem looonga! hehehehehe! Fico aqui me lembrando dos tempos em que eu andava de ônibus pelo Brasil… com certeza uma aventura, né?!

    Resposta
  • 04/05/2017 em 12:31
    Permalink

    Iremos fazer em poucos dias esse trajeto e a leitura foi muito útil e vamos de carro.
    Viagem com aventura são as melhores!
    Abraços.

    Resposta
  • 05/05/2017 em 16:48
    Permalink

    Diego, sempre fui bastante cético em entrar com meu carro no Paraguai, porque a fama de roubo de carros lá é bem grande. Você já enfrentou ou viu problemas? Vou procurar no seu blog um post sobre Assunção, porque quero conhecer todas as capitais dos países sul americanos. Parabéns pelo post.

    Ah, já fiz muitas viagens de ônibus do Rio de Janeiro para Porto Alegre, maior parte da minha família mora por lá, e ainda hoje, faço esse trajeto de carro, quando dá na telha.

    Resposta
    • 06/05/2017 em 06:46
      Permalink

      Já ouvi falar desses problemas, mas nunca presenciei. Já fui para la 9/10 vezes e sempre de carro, e todas as vezes bem tranquilo. Ainda bem 🙂
      Muito legal conhecer todas as capitais, tenho essa meta comigo também .

      Resposta
  • 05/05/2017 em 19:51
    Permalink

    Olha, achei o máximo essa viagem, mas não se se tenho ese empenho, juto pra você. Eu gosto d destino e do caminho também, mas acharia cansativo..enfim, é de se pensar! Lindo relato!

    Resposta
  • 05/05/2017 em 21:56
    Permalink

    Uhuuu que demais! Eu adoro road trips e essa me parece muito com uma rota que eu faria qualquer dia desses! Eu acho uma delicia poder ir parando e conhecendo cada lugar no caminho pro destino final 🙂

    Resposta
  • 05/05/2017 em 23:22
    Permalink

    Quando comecei a ler, imaginei “que loucura”, muito longe para ir de carro, mas seu post me convenceu de que essa é uma boa road trip!!! Fiquei imaginando os girassóis!!

    Resposta
  • 02/11/2017 em 23:32
    Permalink

    Ola Diego
    Muito bom o seu post. Noss comentarios em geral, tambem ajudam a tirar varias duvidas.
    Porem ainda tenho algumas:
    1) Entre a fronteira e Assuncion, ha pontos turisticos, cidades turisticas, enfim algo que vale a pena parar e ficar uns minutos ou horas ou quem sabe pernoitar ?
    2) Quanto a questão de segurança, tambem me disseram que o policiamento e muito mais severo com placas do Brasil. Voce sentiu isso ?

    Resposta
    • 03/11/2017 em 11:32
      Permalink

      Olá Fernando, tudo bom ?

      Entre a fronteira e Asunción tem a cidade de Caacupé, que fica a uns 50 km de Asunción, é uma cidade tipo Aparecida do Norte, bem menor mas com o mesmo fervor. Na estrada mesmo acho que só essa, mas em Ciudad del Este tem uma saída onde você pode visitar a usina de Itaipú.

      E quanto as placas é verdade. Sim, eles procuram pelo em ovo para aplicar uma multa ou tentar um suborno.
      Não esqueça nunca de dar entrada no país e registrar seu carro, além de 2 triângulos e andar com o farol acesso, mesmo de dia. Ah.. é sempre bom ter a moeda local (Guaranies) para os pedágios entre a Fronteira e Asunción.

      Acho que essas são as dicas principais.

      Resposta
  • 14/11/2017 em 01:13
    Permalink

    Olá Diego.

    Estou querendo pegar a estrada de Campo Grande a Assuncion de carro com a família.

    Preciso pegar o permisso” correto?

    Sobre os policiais paraguaios como enfrenta-los?

    Resposta
    • 14/11/2017 em 23:25
      Permalink

      Olá

      Isso, quando você atravessar a fronteira não deixe de dar entrada no país e falar que está indo de carro e que vai até Asunción.

      Os policiais sempre param os brasileiros, eles olham a placa e já param. Para não ter problemas tenha os documentos em mãos, com o papel de entrada no país ou passaporte e fique atenta as regras de transito de lá. Você tem que andar sempre com farol ligado e ter dois triângulos ( para por na frente e atrás do carro em emergências). Uma vez já pediram pra gente corda, então também levamos. Mas no geral é bem tranquilo.

      Ahhh. Troque um pouco de dinheiro na fronteira, há pedágios na estrada e só é possível pagar em guaranies.

      Boa sorte e boa viagem! Você vai adorar Asunción.
      Depois conta como foi 🙂

      Resposta
  • 16/01/2018 em 13:19
    Permalink

    OI!! Queria tirar uma dúvida com você… em Tietê, a Sol del paraguay pesa as malas?? Pq dizem que só aceitam 15 kg por pessoa, tem alguma fiscalização sobre isso?

    Resposta
    • 16/01/2018 em 23:56
      Permalink

      Olá. Tudo bom?
      Eu nunca vi pesarem as malas. No terminal tem uma balança, mas todas as vezes que viajei de ônibus foi no “olhometro”, do tipo: sua mala está nos padrões de uma mala normal.
      Devem ser mais rigorosos se você levar mais de um volume, ou em caixas ou embalagens do gênero.

      Resposta
  • 14/03/2018 em 14:31
    Permalink

    Olá, gostaria de saber quantos pedágios existem de Cidade de Leste à Assunção e quanto custa. Valores de pedágios para carro e moto tem diferença naquele país?

    Resposta
    • 18/03/2018 em 14:38
      Permalink

      A última vez que fui de carro de carro foi em 2014 e tinham entre 5 e 6 pedágios pelo caminho, cada um custando aproximadamente 20 mil guaranies. Os pedágios só aceitam a moeda local. É bom fazer o cambio na fronteira. Não lembro se carro e moto tinha diferença.
      Depois de 2014 já fui mais 2 vezes, mas de ônibus, não reparei no valor e quantidade.

      Não deixe de dar entrada no país e avisar que esta indo até Asuncion de carro. É comum a polícia rodoviária pedir o papel da imigração ou passaporte pelo caminho.

      Espero ter ajudado.

      Resposta
  • 23/07/2018 em 01:54
    Permalink

    AFINAL OS POLICIAIS QUEREM MESMO EXTORQUIR OS TURISTAS ? E OBRIGATORIO TAMBEM PANO PRETO E VERMELHO ? ESSA CORDA TEM METRAGEM E ESPESSURA DEFINIDA ? O DOCUMENTO DO CARRO PODE ESTAR EM NOME DE TERCEIRO, MESMO SENDO MEU FILHO ?
    PRETENDO FAZER ESSA VIAGEM NO INICIO DO PROXIMO ANO E ESTOU MEIO PREOCUPADO COM ALGUNS COMENTARIOS SOBRE TODOS ESSES ASPECTOS. MUITO OBRIGADO.

    Resposta
    • 24/07/2018 em 10:37
      Permalink

      Olá
      Nunca ouvi falar desse pano preto e vermelho e a corda é só uma para se caso o carro quebrar e tiver que amarrar em outro (pelo menos foi o que o policial falou uma vez para nós).
      Quanto ao documento, acho que não tem problema estar no nome do seu filho, mas eu levaria um documento comprovando isso. Nunca se sabe no que podem encrencar.

      Qualquer dúvida só perguntar 🙂

      Resposta
  • Pingback: O começo do começo. Asunción. - Uma Viagem Diferente

  • Pingback: Itens indispensáveis para viajar de carro - Uma Viagem Diferente

  • Pingback: O que fazer em Assunção, a capital do Paraguai - Uma Viagem Diferente

  • 19/09/2020 em 20:12
    Permalink

    Eu fui de Porto Alegre a montevideu de carro e ate punta del este em setembro de 2016.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.