/Punta del Diablo, o que fazer em dois dias
Punta del Diablo

Punta del Diablo, o que fazer em dois dias

Punta del Diablo é considerada a praia mais “roots” do Uruguai. Há aproximadamente 300 km de Montevidéu e quase na divisa com o Brasil. Uma cidade bem pequena, tranquila e rústica. Ficamos dois dias por lá. Vem com a gente conferir.

Como chegar à Punta del Diablo

Punta del Diablo fica a aproximadamente 300 km de Montevidéu e a 40 km da fronteira com o Brasil. 

Há ônibus saindo de todo o país e todos te deixam no terminal central da cidade. Mas, o terminal fica relativamente longe das praias e dos locais onde estão os hostels e pousadas, ainda mais se tratando que toda a estrada à partir do terminal é de terra batida. 

Há vans que fazem o trajeto entre o Terminal e as praias, passando pelas principais ruas da cidade. O motorista até pergunta em qual hostel os passageiros vão ficar e deixam eles o mais próximo possível.

O que fazer em Punta del Diablo – Dia 01

Chegamos pela manhã no Terminal de Buses de Punta del Diablo e fomos direto para o hostel, de van. Deixamos a mala no quarto. De lá, tínhamos uma vista para a praia e pudemos sentir que a cidade tinha um astral diferente. Casas no estilo cabana, algumas bem rústicas, com telhados naturais, de palha. Uma vista incrível da Playa de Los Pescadores, onde vemos os barcos de pescas atracados. 

Punta del Diablo
Vista do Hostel
Punta del Diablo
Playa de Los Pescadores

Resolvemos ir até a orla procurar algum lugar para comer. Por lá, há diversos restaurantes e mercados de frutos do mar, o que foi uma surpresa positiva. Todos os textos que tínhamos lido sobre o lugar falavam que a cidade não era preparada para o turismo e que algumas hospedagens não tinham iluminação e internet. Acho que essas devem ficar em áreas bem afastadas do centro da cidade. Pois ali no centro tudo era bem movimentado.

Almoçamos em um quiosque que vendia empanadas… hummm tinha uma de maçã com canela que estava uma delicia. 

Punta del Diablo
Empanadas

Em seguida, fomos ao Mercado de Pulgas, também conhecido como Paseo de Los Artesanos, onde há várias lojinhas vendendo artesanatos de todos os tipos. Bem interessante.

Passando o Mercado e costeando o mar pelas pedras chegamos ao Monumento à Artigas, que também é um pequeno farol. De lá, temos uma vista bem legal da praia e de algumas cabanas, que mesmo abandonadas possuem seu charme.

Punta del Diablo
Cabana abandonada

Depois, seguimos para a orla da Playa de Los Pescadores, que assim como as praias de Punta del Este, em sua extensão, há trechos com pedras, com areia fina, com areia grossa, deixando cada parte da praia com uma característica. Um trecho havia tantas conchas e até várias anêmonas. Bem legal. Nunca tinha visto assim na natureza, só em aquários. Decidimos ficar o dia todo por ali.

Punta del Diablo
Anêmonas

À noite, ficamos no hostel, onde os donos iriam fazer a noite da pizza uruguaia. Humm ficou uma delicia.

Punta del Diablo – Dia 02

Segundo dia. Acordamos e fomos até outra praia, chamada Playa de la Viuda. No caminho, pudemos avistar várias cabanas. O céu estava lindo e deixou a paisagem ainda mais surpreendente. Esta praia tem ondas mais bravas e o vento era mais forte, talvez por conta das dunas de areia que ficam atrás da praia.

Isso deixa a praia quase deserta. Havia somente algumas pessoas e vários cachorros, que eram os únicos que entravam na água gelada e depois descansavam na areia. Para eles a água gelada parecia até quentinha haha.

Punta del Diablo
Caminho até a Playa de La Viuda
Punta del Diablo
Playa de La Viuda

Almoçamos pelo centro da cidade e voltamos para a Playa de Los Pescadores, mais movimentada. Aproveitamos para comer uma sobremesa de doce de leite e merengue em um dos restaurantes da orla #gordicedodia. (Comemos o tempo todo né haha). Depois ficamos por lá, sentados na areia conferindo o visual e o sol se pôr.

Punta del Diablo
Mil folhas de doce de leite

À noite, conferimos como é a região dos barzinhos e restaurantes. Mais uma vez fomos surpreendidos. Todos bem cheios e movimentados. Só não jantamos por ali, pois já havíamos pagado o jantar no hostel .Queríamos um programa mais tranquilo pois, no dia seguinte cedo, iriamos para Montevidéu, a última cidade da viagem. 

Dicas importantes:

  • Em Punta del Diablo não há casas de cambio. Se esta for a sua primeira cidade do Uruguai tente ir com o dinheiro trocado. Há alguns mercados aceitam reais, mas são raros, e te dão o troco em peso.
  • Em vários lugares do Uruguai, os estabelecimentos só passam o cartão com bandeira Visa. Então, antes de consumir ou querer comprar algo confirme se o seu cartão vai passar. E uma curiosidade: pagando em cartão, os restaurantes dão um desconto de aproximadamente 20% na compra. Vale a pena.
  • Não troque dinheiro no Aeroporto de Carrasco, ou se precisar trocar, faça o cambio do mínimo possível, pois em Montevidéu, a cotação é mais favorável.

Mapa:

Planejando sua Viagem

Organize e planeje sua viagem através do nosso blog. Temos parcerias com algumas grandes empresas, que possuem ótimos preços e serviços de qualidade. Utilizando os serviços abaixo através do Uma Viagem Diferente, você ajuda a manter o blog no ar e ainda garante o melhor preço. Economizando na sua viagem!

HOSPEDAGEM → Garanta o melhor preço com o Booking.com
ALUGUEL DE CARRO → Alugue um carro com a Rentcars
SEGURO VIAGEM → Viaje com segurança com a SegurosPromo
PASSAGEM AÉREA → Encontre passagens baratas com a PassagensPromo

Bom, essas são algumas dicas do que fazer em Punta del Diablo. E você já conheceu ou quer conhecer o lugar? Curtiu? Compartilhe sua experiencia conosco.

Hasta luego e até o próximo post.

Diego Arena