/Conhecendo Colonia del Sacramento em um dia
Colônia del Sacramento

Conhecendo Colonia del Sacramento em um dia

A cidade de Colonia del Sacramento está localizada às margens do Rio da Prata e é a cidade mais antiga e uma das mais visitadas do Uruguai. Colonia é bem pequena e um dia é suficiente para conhecê-la. Vem com a gente conferir nosso roteiro!

Colonia del Sacramento foi fundada em 1680 pelos portugueses. Por esse motivo nos deparamos com uma mistura de influências, tanto portuguesas quanto espanholas, na arquitetura da cidade, que é considerada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Unesco.

Como chegar em Colonia del Sacramento?

Se estiver em Montevidéu, o jeito mais barato é ir de ônibus. Fiz o percurso saindo do Terminal Tres Cruces com a empresa COT, por 350 pesos uruguaios (aproximadamente 45 reais – preço de janeiro/2018). A viagem durou quase 3 horas devido à várias paradas durante o trajeto.

Se estiver em Buenos Aires, a maneira mais comum é de barco. Eu fiz o inverso. Saí de Colonia del Sacramento com destino à Puerto Madero, em Buenos Aires, depois de passar um dia pela cidade. O trajeto varia de 1 à 3 horas, dependendo do tipo de barco. Rapidinho né? Em breve farei um post contando sobre isso.

Cheguei na cidade à noite, pois queria acordar bem cedo para aproveitar o máximo da cidade, já que no dia seguinte à tarde viajaria para Buenos Aires. O Terminal Rodoviário fica praticamente ao lado do Terminal Fluvial. Bem prático.

O que fazer em Colonia del Sacramento?

A grande maioria dos pontos turísticos de Colonia del Sacramento está na Ciudad Vieja, ou Cidade Velha, que antigamente era amuralhada para dividir o território pertencente aos países Espanha e Portugal. É pela antiga porta de entrada da Cidade Velha, chamada de Puerta de la Ciudadela, que o passeio começa.

Colônia del Sacramento
Puerta de La Ciudadela

Ahhh… Passando a Puerta de la Ciudadela há uma sorveteria ótima chamada El Cali. Quando visitei a cidade estava aproximadamente 30º e um sorvete para refrescar caiu muito bem. #ficaadica.

Depois de ver os resquícios da muralha e a porta, segui até a principal e mais famosa rua da cidade: a Calle de los Suspiros. Há diversas lendas e contos sobre o porquê deste nome. As duas principais são: (1) a rua tem esse nome pois era ali que os condenados à morte passavam antes de serem enforcados e jogados ao rio, dando nesta rua seus últimos suspiros. Triste né?;. (2) dizem que ali funcionavam bordéis, com lindas garotas que arrancavam suspiros dos marinheiros que passavam pela cidade. Melhor acreditar nessa lenda né? 

Nessa mesma rua podemos conhecer uma galeria de arte, além de um restaurante, que estava fechado quando fui.

Colônia del Sacramento
Calle de Los Suspiros

Depois segui até a Plaza Mayor, onde estão as ruínas do Convento San Francisco e o Farol. A entrada do Farol custou 25 pesos uruguaios (aproximadamente 3 Reais – preço de janeiro /2018) e do topo dele temos uma vista bem legal de toda a cidade e do Rio de La Plata. Se o tempo estiver bom é possível avistar Buenos Aires, bem ao longe.

Farol

Continuei andando, pois como toda cidade histórica o legal de visitá-las é se perder por suas ruas e ir descobrindo seus encantos. Caminhando cheguei na Plaza de Armas “Manuel Lobo”, onde pude ver a Casa de los Gobernadores e a Basílica del Santisimo Sacramento. Bem próxima a Basílica há um dos lugares mais fotografados de Colonia: Um carro cheio de vegetações. Muito legal né?

Colônia del Sacramento
Um carro pelas ruas de Colonia

Todas as ruas por ali são bem bonitas e arborizadas. O que pode render várias fotos.

Colônia del Sacramento

Gastronomia

Depois de um tempo, já à tarde parei para almoçar. Há diversos restaurantes e bares dentro da Cidade Velha. Mas, se prepare! Como em todo Uruguai a comida é bem cara. Comi no Restaurante Mercosur, uma deliciosa parmegiana com muitassssss batatas fritas. Os uruguaios adoram colocar batatas fritas em tudo kkkk. Ahh..e como era o primeiro dia por ali não dava para não tomar um refrigerante de Pomelo (grapefruit). Já tomaram? É uma delicia!.

Após o almoço, continuei a caminhada e cheguei a uma área chamada Muelle del Puerto de Yates, que nada mais é que um pier, onde podemos andar e ver mais de perto os barcos e iates ancorados. Cuidado para não deixar o celular cair entre as frestas de madeira, haha. Bem próximo, está o Centro Cultural Bastion Del Carmen, que não pude visitar porque estava em manutenção. Que pena.

Quase na hora de ir embora passei em frete ao Aquário e ao Cassino, mas não entrei. Também passei pelo Paseo de San Gabriel, que é um “mirante” localizado na Rambla de Colonia, onde pode-se ter uma vista do Rio de La Plata.

Colônia del Sacramento
Vista para o Rio de La Plata

O passeio por Colonia del Sacramento terminou no finalzinho da tarde no Terminal Fluvial, onde peguei um Buquebus com destino à Buenos Aires, onde passaria os próximos 4 dias. 

Colônia del Sacramento
Pegando o Buquebus no Terminal Fluvial de Colonia del Sacramento

Dicas importantes:

  • Em vários lugares do Uruguai, os estabelecimentos só passam o cartão com bandeira Visa. Então, antes de consumir ou querer comprar algo confirme se o seu cartão vai passar. E uma curiosidade: pagando em cartão, os restaurantes dão um desconto de aproximadamente 20% na compra. Vale a pena.
  • Não troque dinheiro no Aeroporto de Carrasco, ou se precisar trocar, faça o cambio do mínimo possível, pois em Montevidéu, a cotação é mais favorável.

Mapa:

Bom, essas são algumas dicas do que fazer em Colonia del Sacramento. E você já conheceu ou quer conhecer o lugar? Compartilhe sua experiencia conosco.

Até o próximo post.

Diego Arena